sexta-feira, Junho 22

Vamos jogar Crapô ou Crapaud

Actualmente, trabalho e nem sempre tenho a disponibilidade necessária para jogar jogos de cartas. Em miúdo não fazia outra coisa que não fosse jogar cartas, ping-pong e futebol. A disponibilidade era tanta que passávamos horas a fio na jogatina. Lembro-me que um dia, de muita chuva, cheguei a casa lá pelas 20 horas. Estavam todos à minha procura e o resultado foi um “enxerto” de porrada. Aprendi na hora, pois não voltei a repetir a graça.

No clube recreativo da terra tive oportunidade de aprender a jogar Crapô. Hoje, pretendo ensinar a jogar a minha filha de 10 anos e outros jovens meus conhecidos. A meu ver é um jogo que permite melhorar a concentração, memória, a paciência, além de permitir aprender a lidar com a derrota.

O Crapô ou crapaud é um jogo do tipo paciência, que conta com a participação de dois jogadores. São necessários dois baralhos de cartas e entram todas as cartas à excepção dos jokers. Como jogar? Passemos às regras que aplico quando jogo, se bem que podem existir outras.
Um dos jogadores baralha as cartas e após finalizar oferece a oportunidade ao outro jogador para “cortar” o baralho. Agora, o jogador distribuiu as cartas pelos dois, uma a uma. Em seguida, cada jogador põe quatro cartas viradas na parte central da mesa. Cada jogador tem na sua posse 48 cartas que vão distribuir-se num monte à sua direita com 13 cartas, designado por crapô (ou crapeaud). Cada jogador vira a 13ª carta do “crapô”. Começa a arrumar o “tabuleiro”, aquele que mostrar a carta de maior valor. O jogador arruma as 8 cartas em duas colunas reservando espaço de duas cartas entre essas colunas (ver imagem). Constitui, assim, uma matriz de 4 linhas por quatro colunas. A parte central servirá para reconstruir os naipes por ordem crescente, do ás ao rei. Cada coluna lateral permitirá a colocação de cartas de modo a obter sequências decrescentes de valor e alternadas de cor.
O “crapô” poderá receber cartas do adversário caso este tenha uma carta sequencial do mesmo naipe, crescente ou decrescente que está à mostra no “crapô” e apenas na situação de casa aberta ou vazia.
O monte de cartas rejeitadas (i.e. que não tiveram entrada em jogo) também pode receber cartas do adversário caso seja sequencial, crescente ou decrescente, mas do
mesmo naipe.
As casas vazias permitem ao jogador colocar as cartas do crapô no tabuleiro.

Comecemos: O jogador retira a carta do seu monte e verifica se ela tem entrada no jogo, realizando tantos movimentos quantos puder, caso contrário coloca na mesa virada para cima (monte das rejeitadas).
Quando se coloca a carta no monte das rejeitadas, não deu entrada, passou-se a vez de jogar ao outro jogador.
Quando o monte se esvaziar o monte de rejeitadas vira e passam a constituir o novo monte.
Ganha o jogo o jogador que ficar sem cartas em primeiro lugar.

15 comentários:

Fotjinha disse...

eu tb sou fã deste jogo e é mto raro encontrar alguém k jogue também. Sabes de algum site onde se jogue online?

Anónimo disse...

Quantas vezes eu e a minha família jogámos crapô!

Onde será possível arranjar esse jogo?

Anónimo disse...

Quantas vezes eu e a minha família jogámos crapô!

Onde será possível arranjar esse jogo?

geodo.cc@clix.pt

Paulina disse...

Quantas vezes quando era miúda joguei com a minha irmã crapô e também crapõ suiço, hoje também eu queria ensinar as regras aos meus filhos para podermos jogar, mas infelizmente já não me lembrava delas. Agora já as relembrei. Já agora sabe as regras do crapô suiço?paulinaccoelho@gmail.com

Anónimo disse...

já joguei com o computador, mas perdi o site onde está o jogo. Alguém sabe?

Anónimo disse...

Na minha adolecência joguei muito crapô com minha amiga.
Jogava todos os dias as vezes também jogava sózinha.
Era muito legal e viciada neste jogo tenho muita saudade de jogar de novo.

Tereza disse...

Que bom achar coisas sobre crapô. A gente jogava muito na República, nos tempos de faculdade.Há meses, um casal de amigos me perguntou se eu me lembrava do número de cartas que ficava no monte, e percebi que havia esquecido.Obrigada, vou mandar para eles.Beijão.

regina rodrigues disse...

adoro jogar e tambem so conheço 2 pessoas k o sabem jogar...
ate k enfim vejo um "club de fãs"
beijinhos a todos

Anónimo disse...

queo mto voltar a jogar crapot ,mas me esqueci das regras deste jogo. Por favor, se guem pode me ajudar fico agradecida.
meu email

nininha disse...

quem tem as regras do jogo de crapot por favor me passem ,pois e um jogo mto divertido e q ja joguei quando era criança

Paula disse...

.:Achei na internet pra baixar:
http://download.cnet.com/Spiteful-Bank/3000-2647_4-10208861.html
Mas o nome é diferente, Spiteful Bank.Dá pra matar a vontade

Anónimo disse...

epa o meu pai ensinou-me a jogar so que estou um pouco enferrojado com tanta coisa que tem para jogar na net hoje em dia ate se perdem bons habitos

mel disse...

tenho 80 anos e jogava com meu pai que já faleceu ha 70. Eu nunca esqueci e ensibhei para um dos meus netos que jogava comigo no sitio.Ele cresceu e fiquei sem parceiro gostaria de jogar com o computador. Alguem sabe um site?

ChicoEsperto disse...

Publiquei uma mensagem sobre este assunto a 7 de janeiro de 2013. Ali poderá encontrar um programa/jogo muito semelhante onde poderá fazer o download e jogar online.
Visite o link: http://www.spitenet.com/SpitefulBank/index.htm

Alexandre Fernandes Corrêa disse...

Muito legal, recuperar a lembrança desse jogo. Valeu! Muito obrigado!